KICKBOXING

Para quem procura aumentar a força, a confiança, a coordenação, ou para quem quer um bom treinamento de cardio, o kickboxing pode ser a solução. Ataques, joelhadas, cotoveladas, socos e chutes… esses são alguns dos golpes dados ao longo das aulas.

Criada na década de 1970 nos Estados Unidos, o Kickboxing surgiu pela insatisfação que os caratecas tradicionais sentiam sobre as competições daquela época. Foi então criada a luta chamada Karate FuIl Contact.

Com o passar do tempo começou a ser chamada de Kickboxing e hoje é uma das artes marciais mais praticadas no mundo, devido a sua grande eficácia em combates no ringue e técnicas de autodefesa.

Pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade podem treinar e praticar a luta.

Os benefícios:

  • Maior aptidão física: por exigir bastante do corpo, por conta dos esforços intensos, acaba melhorando o condicionamento;
  • Ganho de mais força e resistência muscular: por conta dos diversos exercícios de agachamentos, flexões de braço e abdominais;
  • Flexibilidade: por causa dos alongamentos e treinos, a realização de movimentos com boas amplitudes torna-se mais fácil, sem dificuldades ou limitações por músculos encurtados ou articulações travadas;
  • Melhora a autoestima: como é um esporte de combate, a pessoa passa a se sentir mais segura e confiante, a sua autoestima melhora e ela tem mais disposição para enfrentar os desafios da vida;
  • Metabolismo acelerado: para conseguir realizar aos esforços intensos ao longo das aulas é preciso ter bastante energia, ou seja, o organismo necessita trabalhar mais para proporcionar gás suficiente para as atividades da luta;
  • Músculos mais torneados: diversos músculos são trabalhados ao mesmo tempo. Portanto, como ao longo das aulas se desenvolvem diversos chutes e socos, ganha-se um excelente desenvolvimento para os membros inferiores, glúteos, abdômen, região lombar etc;
  • Coordenação motora: o exercício mental exigido também é grande.
  • Alto gasto calórico: como ao longo das aulas são feitos diversos movimentos, como ataques, joelhadas, cotoveladas, socos e chutes, além de realizar defesas em grandes quantidades, o gasto calórico por aula pode chegar a 1.000 calorias.